Postagens
recent

Conheça a história do rei que foi escravizado no Brasil e lutou por liberdade



 Você já ouviu falar de Chico Rei? Não? Mas deveria, pois ele é um personagem lendário da tradição oral de Minas Gerais. Segundo a História contada, Chico Rei era um monarca africano, proveniente do Reino do Congo e seu nome original era Galanga. Chegou ao Brasil em 1740 no navio negreiro ‘Madalena’, mas, entre os membros da família, somente ele e seu filho sobreviveram à viagem. A rainha Djalô e a filha, a princesa Itulo, foram jogadas no oceano pelos marujos do navio, para “aplacar a ira dos deuses” durante uma tempestade que quase afundou o navio.

Chico rei trabalhou como escravo em uma mina e escondendo pepitas de ouro em seu cabelo, rapidamente conseguiu comprar sua liberdade e do seu filho. Posteriormente, adquiriu a mina de Encardideira e de pouco em pouco foi comprando a alforria de outros escravos, esses que o consideravam um rei. Esse grupo de escravos libertos associou-se em uma irmandade que viria ser a primeira irmandade de negros livres de Vila Rica


 A história de superação de Chico Rei serviu de exemplo para muitos escravos lutarem por sua liberdade. Sua história foi contada e passada de geração para geração para nunca ser esquecida. Alguns historiadores consideram lenda por não ter provas documentais. Mas para outros é mais uma história de superação de um povo que nunca desistiu de sua liberdade. No ano de 1964, a escola de samba Acadêmicos do Salgueiro disputou o carnaval carioca com um enredo sobre Chico Rei, que trouxe o título de 2° colocado daquele ano pela escola de samba. Até hoje não se tem certeza de se ele é uma figura histórica ou apenas uma lenda, mas uma coisa é certa: a história de Chico Rei inspirou muitos escravos que almejavam a liberdade.


O SEGUNDO EPISÓDIO DO HISTÓRIA NO CAST JÁ ESTÁ NO AR: 



  Leandro Marin - graduando de licenciatura em História pela UFRRJ, dono e criador da História No Paint

Bruno Britto - graduando de licenciatura em História pela UFRRJ

Igor Ribeiro - graduando de licenciatura em História pela UFRRJ

Convidados especiais: 

Luis Guilherme Kalil - Doutor em História Cultural pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor adjunto C-1 da área de História da América Colonial e América Independente no século XIX e integrante do corpo docente do Programa de Pós-graduação em História (PPHR) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ - IM/Nova Iguaçu). Líder do grupo de pesquisa "História das Américas: fontes e historiografia" (UFOP/CNPq) e pesquisador associado aos grupos "LAméricas. Estudos e pesquisas em História da América Colonial" (UFMT/CNPq) e "LAMI. Laboratório de Mundos Ibéricos" (UFRRJ/CNPq). Possui experiência na área de ensino e pesquisa em História, com ênfase em História da América.

Cristian Wariu - Indígena Xavante com ascendência Guarani Nhandewa, criador do canal Wariu no Youtube e estudante de comunicação pela UnB. Conheçam o canal do Wairu clicando aqui

Conheça a Editora Contexto, patrocinadora oficial do História No Cast  clicando aqui

Dicas de livros: 
  


Apoie o História No Paint, seja um nobre: 

 O História No Paint é composto apenas por mim (Leandro Marin) e pela minha namorada (Patrícia Vougo) que me auxilia na administração das redes (Twitter, Instagram etc). Porém, o material sou eu que crio: resenhas de livros, documentários, memes e agora o podcast. Além de fazer tudo isso, também tenho que estudar para faculdade de História que faço, então, fico sem tempo para fazer quase nada. Seu apoio é indispensável para a manutenção do blog, podcast e todas as redes da História No Paint. Com apenas 10 reais por mês, você já me ajuda muito e além disso ganha alguns privilégios. Para saber mais como funciona a iniciativa, clique aqui

se o link não funcionar, aqui está o link direto: https://apoia.se/historianopaintcom

Dicas de documentários: 

Amazonas Clandestino, Martírio e Primeiro Contato Criador da Arte/logo do podcast:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.