Postagens
recent

Povo Sioux sofreu o maior genocídio do século 19

Imagem relacionada

 

  Um dos principais povos nativos norte-americanos os Índios Sioux, também conhecidos como homens-búfalos, são nativos da América do Norte e vivem na mesma região há vários séculos.

 As principais atividades econômicas dos sioux giravam em torno da agricultura, onde a plantação de milho possuía expressivo destaque. Além disso, realizavam atividades de caça a animais de grande porte como os búfalos e bisões. A caça desses animais envolvia uma grande preparação capaz de exigir a participação de aldeias inteiras. A carne obtida desse tipo de caça era dividia entre as famílias participantes, os ossos utilizados para o artesanato e fabricação de armas e o couro para a confecção de roupas e tendas.

 A Dança do Sol era um dos mais importantes rituais praticados pelos povos sioux. Nessa cerimônia havia um processo de autoflagelação em que os participantes cravavam estacas pontiagudas na pele, que ficavam presas a um poste de madeira através de uma tira de couro. Depois disso, ficavam várias horas do dia dançando em torno desse poste, até que a pele se desprendesse da estaca. Nesse momento, o ritual alcançava seu ponto máximo com o contato com os seres do mundo espiritual.


 Por cerca de 30 anos enfrentaram colonizadores ingleses, espanhóis e franceses na tentativa de proteger seu território localizado na região Oeste dos Estados Unidos. Entretanto, apesar de resistirem bravamente acabaram quase que, totalmente, exterminados em um genocídio durante o Século XIX.



O começo do fim

 Tudo começou no século XVII, um período em que colonizadores europeus iniciaram a ocupação de parte dos territórios da América do Norte, no qual os povos nativos ocupavam grande parte da região. Quando o processo colonizador começou, as influências da cultura europeia tiveram grande impacto sobre a identidade e a cultura destes povos nativos.

 Pode-se citar a chegada dos emigrantes europeus, aliada a construção das primeiras estradas de ferro e as indústrias recém instaladas – isto é, o progresso iminente – como fatores que levaram a um abalo profundo na cultura dos índios Sioux.

 Mas é bom salientar que o governo norte americano também teve sua parcela de culpa nesse período, pois no ano de 1830 apropriou-se da região que pertencia a este povo. Os nativos não tiveram muitas opções, afinal, precisavam de novas terras, proteção e indenizações, fatores que os levassem a ter uma vida, no mínimo, digna novamente.

 Entretanto, os índios Sioux ficaram conhecidos por sua bravura, afinal, lutaram contra o exército norte americano comandado pelo General George Armstrong Custer. A primeira batalha foi vencida, mas o que os Sioux não esperavam é que sua primeira vitória viria a se tornar também o estopim de outras batalhas que acabaram levando a morte de milhares de seus homens.

 Posteriormente, durante os anos 1876 e 1877 os nativos foram duramente perseguidos e por volta de 1881 já não era mais possível vislumbrar vestígio algum deste povo guerreiro naquela região. Ou seja, os Sioux foram massacrados. Atualmente há poucos nativos dos Índios Sioux que conseguiram sobreviver e manter a cultura viva. Estes sobrevivem em reservas indígenas criadas pelo próprio governo norte americano.
Fonte: Revista Aventuras na História

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.