Postagens
recent

Conheça as 6 reais e cruéis histórias por trás dos filmes da Disney

Resultado de imagem para Aladin


1. Aladdin

Disney rodou 'Aladdin' em 1992 baseando-se em um dos contos de "As mil e uma noites". Porém, no texto de 850, os desejos de Aladdin ao Gênio são outros. O primeiro é que seja retirado da Carvena das Maravilhas, o segundo é um banquete que depois Aladdin e sua mãe (que está viva no conto original, enquanto o pai morreu literalmente de vergonha por ter um filho assim) vendem a vasilha de prata. 

O último desejo é o mais cruel: a princesa Badrulbudur (Yasmin, no filme) se casou com o filho do vizir (conselheiro do sultão). Então Aladdin os teletransporta para sua alcova toda noite. Ele tranca o marido no banheiro e fica com a garota até que o sultão desfaça o casamento já que não podem consumá-lo. 

2. Cinderela

O filme 'Cinderela' é baseado no conto "A gata borralheira" de Charles Perrault. Nessa história, o príncipe fica com Aschenputtel (Cinderela) depois de insistir muito. Ele vai atrás dela em diferentes ocasiões, porém ela consegue se esconder graças a seus poderes mágicos. O príncipe obsessivo não quer deixá-la escapar, então joga nas escadarias do palácio breu para que os sapatos da moça fiquem grudados. Aschenputtel acaba se casando com o rapaz já que não conseguirá fugir dele.

3. Pocahontas

'Pocahontas' é baseado nos diários do marinheiro e explorador John Smith, por volta de 1610. Nesses diários, é perceptível que eles nunca se apaixonaram. Isso porque ela tinha 10 anos e o chamava de "pai" já que ele era mais velho (tinha 27). Pocahontas se casa com Kokoum e salva a vida de Smith colocando sua cabeça sobre a do colono. Depois quando já estava viúva, ela vai para Londres onde se casa novamente, porém morre aos 22 anos. 

4. Peter Pan

O longa é uma adaptação da peça "Peter Pan, o menino que não queria crescer", escrita por J.M Barrie. Nessa obra, os Meninos Perdidos se esforçam para matar Wendy pois não queriam que sua líder namorasse (na versão da Disney é Sininho que louca de ciúmes atenta contra a vida da menina). 

Peter Pan salva Wendy como sempre se ressuscita nos filmes da Disney: com um beijo do amor verdadeiro. Os Meninos Perdidos escolhem dedicar seu tempo a caçar peles-vermelhas (retratados por parte da Disney como selvagens e incultos o que já foi considerado irresponsavelmente racista em 1953).


5. Hércules 

Esse filme pegou a mitologia grega, misturou nos dando uma outra história na qual a única semelhança com o poema que se baseia (popularizado por Peisander no século VII a.C) são os nomes dos personagens. 

Segundo o mito, Heracles (Hércules) é filho do estupro que Zeus cometeu contra uma humana de nome Alcmena. Entre os 100 filhos que Zeus teve fora do casamento com Hera, que era sua irmã, a mulher cisma com Heracles. Ela então manda duas serpentes para matá-lo, porém não consegue. 

Antes de fazer 20 anos, Heracles tem 52 filhos. Ele tem ataque de loucura e acaba matando seus dois filhos que teve com Megara, sua primeira esposa. Ele casa Megara com seu primo e embarca nos 12 trabalhos para expiar seu crime. 

6. Mogli - O Menino Lobo

O filme 'Mogli - O Menino Lobo' se baseia na fábula (apologia, de acordo com historiadores) do colonialismo que Rudyard Kipling escreveu em 1894. A Disney diminui o nível de violência do relato original, no qual Mogli dizima duas vezes povoados humanos desejando vingança e o urso Balu o educa com pancadas.

Louie, o Rei dos Macacos, é apresentado com todos os esteriótipos dos negros. O que causou polêmica já que nesse período se vivia uma luta pelos direitos civis da comunidade negra.  

Fonte: El País

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.