Postagens
recent

Origem da peste bubônica é encontrada na Suécia

Imagem relacionada

 
 Pesquisadores da Universidade Aix-Marseille, França, acharam um indício do que pode ter sido a primeira epidemia da história. A peste negra, que tirou milhões de vidas na Europa e Ásia no século XIV, fez estragos enormes quase 5 mil anos antes.

 Em uma tumba localizada na Suécia de calcário datada do período Neolítico, 78 pessoas teriam sido enterradas juntas durante um intervalo de 200 anos. Por se tratar de um tempo relativamente curto e por muitas pessoas terem sido enterradas no mesmo local pode indicar que tenham morrido por conta de uma epidemia.

 A cepa mais antiga da bactéria Yersinia pestis - responsável pelo contágio da peste negra – foi encontrada nos restos mortais de uma mulher que teria morrido 4.900 anos atrás. Os cientistas determinaram, após a comparação entre a nova cepa com o DNA da peste conhecida, que essa amostra mais antiga era o parente mais próximo do ancestral mais recente da bactéria.

 A Peste negra (ou Morte negra) é o nome pela qual ficou conhecida uma das mais devastadoras pandemias na história humana, resultando na morte de 75 a 200 milhões de pessoas na Eurásia. Somente no continente europeu, estima-se que tenha vitimado pelo menos um-terço da população em geral, sendo o auge da peste acontecendo entre os anos de 1346 e 1353. A doença é causada pela bactériaYersinia pestis, transmitida ao ser humano através das pulgas (Xenopsylla cheopis) dos ratos-pretos (Rattus rattus) ou outros roedores.

 Acredita-se que a peste tenha surgido nas planícies áridas da Ásia Central e foi se espalhando principalmente pela rota da seda, alcançando a Crimeia em 1343. No total, a praga pode ter reduzido a população mundial de em torno de 450 milhões de pessoas para 350–375 milhões em meados de século XIV. A população humana não retornou aos níveis pré-peste até o século XVII. A peste negra continuou a aparecer de forma intermitente e em pequena escala pela Europa até praticamente desaparecer do continente no começo do século XIX.


Fonte: Aventuras na História.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.