Postagens
recent

Contos dos Orixás: gibi transforma divindades afro em super-heróis



Resultado de imagem para ‘Contos dos Orixás’ transforma divindades afro em super-heróis de gibi

 Projeto que só foi possível através do financiamento coletivo, que tem como objetivo quebrar preconceitos é lançado

 Um homem negro com músculos e muito poderoso. Você deve estar pensando que é o Pantera negra, mas na verdade é o Rei Xangô, protagonista na história. Desenvolvido por Hugo Canuto de 32 anos a HQ contém 120 páginas trazendo histórias sobre a mitologia do povo Iorubá com o mesmo estilo das HQ's da Marvel.

 Os iorubás se encontram na maioria das vezes no sudoeste da Nigéria, sudeste do Benin e em menor número nas regiões do centro-sul do Togo. Sua religião é rica em lendas, com função de normatizar o comportamento pessoal e coletivo. 


 A religião conta com os Orixás, intermediários entre os deuses superiores e a humanidade, retratados com os mesmos defeitos que as pessoas comuns, podendo se redimir também por bom comportamento. O número de divindades é impreciso, podendo ir de duzentas a mil e setecentas, segundo Maria Inez Couto de Almeida.

  A fama de algumas atravessou continentes, enquanto outras são cultuadas em pequenas localidades. A religião iorubá cruzou o atlântico durante o período colonial e de escravização por parte dos europeus e influenciou religiões como a Santería, em Cuba, e o Candomblé, no Brasil. Um aspecto fundamental da religião é o Sistema de Ifá, o oráculo que determina todas as ações dos iorubás, do casamento a atividades cotidianas.

Veja algumas fotos: 

Resultado de imagem para ‘Contos dos Orixás’ transforma divindades afro em super-heróis de gibi

Resultado de imagem para ‘Contos dos Orixás’ transforma divindades afro em super-heróis de gibi

Resultado de imagem para ‘Contos dos Orixás’ transforma divindades afro em super-heróis de gibi

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.