Postagens
recent

Conheça o Barão de Guaraciaba: 1° barão negro do Brasil Império

 Resultado de imagem para o Barão de Guaraciaba

 Você conhece Francisco Paulo de Almeida, o Barão de Guaraciaba? O empresário mineiro tem uma história parecida com a de outro empreendedor do Império, o famoso Barão de Mauá. Contudo, tem um detalhe importante nisso: Almeida era negro e possuía escravos.

 Ele começou a vida fabricando abotoaduras e botões, tocava violino em enterros onde recebia moedas como forma de pagamento e pedaços de velas que sobravam e usava para poder estudar à noite. Aos 15 tornou-se tropeiro entre Minas e a Corte, no Rio de Janeiro e, depois de ganhar dinheiro comprando e vendendo gado, começou a comprar terras em Valença, interior fluminense. Casou com dona Brasília Eugênia de Almeida, com quem teve 16 filhos, e virou sócio do seu sogro que também era fazendeiro e negociante no Rio de Janeiro.


 
 Assumiu os negócios quando o sogro morreu. Comprou sete fazendas de café entre o Vale da Paraíba e interior de Minas. Na fazendo Veneza, em Valença, tinha mais de 400 mil pés de café e cerca de 200 escravos. Graças a sociedade que tinha com outros empreendedores, o barão tornou-se banqueiro e fundou dois bancos: o Mercantil de Minas Gerais e o Banco de Crédito Real de Minas Gerais.


 Colaborou na construção da Estrada de Ferro Santa Isabel do Rio Preto cujos trilhos passavam por suas propriedades, em Valença. A ferrovia ligava Valença a Barra do Piraí se tornou fundamental na escoação de café do Vale do Paraíba sendo inaugurada por Dom Pedro II em 1883. A concessão do título de barão pela princesa Isabel foi por "merecimento e dignidade", em especial pela dedicação de Almeida à Santa Casa de Valença.





 Ele passou a se desfazer dos seus bens depois da Proclamação da República, porém viveu bem até sua morte em 1901, aos 75 anos. Os herdeiros, alguns ex-escravos que continuaram com o patrão após a alforria, ganharam dinheiro e propriedades e se espalharam pelo Rio de Janeiro e Minas Gerais.



Fonte: BBC Brasil.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.