Postagens
recent

A curiosa amizade entre Nietzsche e o Imperador D. Pedro II



Você tinha ciência que Nietzsche teve uma amizade com o imperador D. Pedro II e que durante um longo período eles trocaram correspondências?

 Em 1871, o grande filósofo alemão, Friedrich Nietzsche sem querer entrou em vagão exclusivo que transportava um brasileiro de passagem pela Áustria. Ao notar que o carro estava ocupado por alta personalidade com o seu séquito, Nietzsche notando seu equívoco tentou retirar-se, porém logo teve o carinhoso convite do ilustre viajante para que continuasse ali.

 Em pouco  tempo os dois estavam em uma conversa bem animada e espontânea, conversaram durante 5 horas.

 Algumas horas depois, o trem chegou à estação final de Nietzsche. Simplesmente entusiasmado e impressionado com a inteligência do gentil Dom Pedro II, foi somente quando desceu que Nietzs indagou sobre a identidade do passageiro. Completamente surpreso, soube que se tratava do Imperador do Brasil, D. Pedro II, Nietzsche. Imediatamente levantou-se , começou a rir e abraçou-o.

 Algum tempo depois, muito se falou acerca do imprevisto encontro, Nietzsche estava extremamente fascinado pelo espírito iluminado de D. Pedro II. Segundo amigos próximos de Nietzsche, como por exemplo, Peter Gast, este inusitado encontro foi marcante na vida do filósofo, era assunto recorrente em suas conversas. Dali em diante viriam a manter correspondência entre si.

 Nietzsche confessa que nunca passou pela sua cabeça que como um homem tão simples , educado, culto e inteligente poderia ser monarca de um império tão grande.

 Friedrich Nietzsche e Dom Pedro II do Brasil trocavam cartas mensalmente dividindo ideias e assuntos íntimos de suas vidas. Mantiveram esse contato e admiração mutua até o momento de lucidez de Nietzsche.

Fonte: Diário de Pedro II, Museu Imperial Petrópolis e Biblioteca Nacional RJ.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.