Postagens
recent

10 filmes que todo amante de Filosofia deveria assistir






 Para quem faz uma faculdade de humanas, ou pra quem também não faz, é sempre bom assistir filmes que tenham ligação com a nossa área. Ajuda a fixar a matéria e nos fazer ter uma percepção diferente da matéria e do próprio curso. Por isso, vai aí uma lista de filmes com teor filosófico para faze-lo refletir um pouco sobre a vida:




1° Festim Diabólico (1948) | Alfred Hitchcock

 Brandon (John Dall) e Philip (Farley Granger) matam David Kentley (Dick Hogan), um colega da escola preparatória, apenas para terem a sensação de praticar um assassinato e provar que conseguem realizar o crime perfeito. Para desafiar os amigos e a família, resolvem convidá-los para uma reunião no apartamento deles, onde colocam a comida em cima de um baú e dentro do mesmo está o corpo da vítima.




2° O Sétimo Selo (1957) | Ingmar Bergman

 Antonius Block retorna das cruzadas e encontra sua vila destruída pela peste negra. Depois disso passa a refletir sobre o sentido da vida, mas a Morte (Bengt Ekerot) aparece para levá-lo. Porém, Block se recusa a morrer sem ter entendido o sentido da vida e propõe um jogo de Xadrez, onde se ele ganhar continua a viver. Apesar de perder o jogo, a Morte continua a perseguí-lo enquanto viaja pela Suécia medieval.






3° Santo Agostinho (1972) | Roberto Rossellini

 Santo Agostinho é uma cinebiografia de Agostinho de Hipona (354 – 430), um dos grandes nomes do Cristianismo e um dos maiores filósofos da Humanidade. Rossellini focaliza a principal fase da vida e da obra de Agostinho: o momento em que se torna bispo de Hipona. Com rigor histórico e realismo, o filme mostra seu combate aos heréticos donatistas, a sua famosa oratória, suas idéias e a realização de seus principais livros, como

"Confissões" e "Cidade de Deus."
  

4° Crimes e pecados (1989) | Woody Allen

 O diretor Woody Allen trata duas histórias de adultério em um mesmo filme. Um médico de Nova York (Martin Landau) tenta encobrir de sua esposa sua vida de traições desesperadamente. Um documentarista (o próprio Woody Allen) luta contra a tentação enquanto produz seu novo filme. 



5° Pi (1998) | Darren Aronofsky

 Max é um homem brilhante e atormentado, que está prestes a fazer a mais importante descoberta de sua vida: decodificar o padrão numérico por trás do mercado de ações. À medida que vai se aproximando da solução, o caos vai engolindo o mundo à sua volta. Ele é perseguido por uma agressiva firma de Wall Street determinada à dominação financeira, bem como por uma seita que tem a intenção de desvendar os segredos por trás de seus antigos textos sagrados.



6° A.I. – Inteligência Artificial (2001) | Steven Spielberg

 Após perderem o seu único filho, Mônica e Henry Swinton decidem integrar-se a um novo projeto para testar um inovador tipo de Meca, com um sistema avançado que permite-lhe ter sentimentos como um humano. Ele se chama David. Quando o filho do casal milagrosamente resiste à morte, Mônica e Henry decidem que devem devolver o Meca, fadado à destruição por ele estar comercialmente inutilizado. Afeiçoada ao jovem robô, Mônica decide soltá-lo ao mundo ao invés de entregá-lo ao seu destino, iniciando assim uma longa jornada de David em busca do amor de sua ‘mãe’.




7° Dias de Nietzsche em Turim (2001) | Júlio Bressane

 Um ensaio cinematográfico, sem diálogos, sobre os meses que Nietzsche passou em Turim, na Itália. Foi lá que Nietzsche escreveu alguns de seus textos mais conhecidos, como “Ecce Homo”, “Crepúsculo dos Ídolos” e “Os Ditirambos” e entregou-se totalmente às suas próprias ideias, envolvendo-se com a arte, a ciência e sua própria vida.




8° Dogville (2003) | Lars von Trier

 Durante a época da grande depressão, Grace (Nicole Kidman), uma fugitiva da máfia, encontra abrigo numa pacata cidadezinha chamada Dogville. Os habitantes no começo se mostram receptivos e bondosos com a nova moradora, mas aos poucos são reveladas as verdadeiras intenções da vila com a frágil forasteira, em um crescimento insuportável de exploração e humilhação.





9° Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004) | Michel Gondry

 Jim Carrey interpreta Joel, um homem magoado por sua namorada tê-lo deletado (literalmente) de sua memória. Inconformado, resolve retribuir na mesma moeda e procura o Doutor Howard Mierzwiak para passar pela mesma experiência. No decorrer da operação, Joel percebe que, na verdade, ele não quer excluir Clementine de sua vida, e sim manter bem viva em sua memória os momentos em que estiveram felizes. A partir de então, ele enfrenta uma incrível luta dentro de sua própria cabeça para que essas memórias continuem vivas dentro de si, em mais uma loucura sensível de Charlie Kaufman.





10° Ex_Machina: Instinto Artificial


 Um jovem programador chamado Caleb ganha um concurso e recebe a oportunidade de testar uma inteligência artificial criada por Nathan, um brilhante e recluso bilionário. Mas conforme os testes progridem, Caleb descobre que essa inteligência artificial é tão sofisticada e imprevisível que ele não sabe mais em quem confiar.


Foi mal no Enem? Não tem dinheiro para pagar uma faculdade privada?


 Conheça o Quero Bolsa: um programa que oferece até 70% de desconto em vários cursos em centenas de universidades. Para mais informações, clique na imagem: 


Imagem relacionada




Um comentário:

  1. Pô, pois imagem do laranja mecânica na capa e esse filme não tá na lista. Nos enganou, ou foi só por causa do frame do olho pregado!?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.