Postagens
recent

O que realmente é verdade na série Vikings?

 

 Ragnar Lodbrok, um fazendeiro que se torna rei na Escandinávia no século 9, e protagoniza a série do History Channel, Vikings, possivelmente é uma lenda. Sua mitologia atravessou os séculos na voz de poetas, os skalds, que criavam narrativas sobre as aventuras e feitos dos guerreiros. Já que os nórdicos não deixaram relatos escritos, esses poemas abasteceram as "sagas" que são relatos épicos redigidos na Islândia do século 13.


 Os islandeses acabavam transformando seus antepassados em heróis e um deles era o Ragnar Lodbrok. Contudo, há diversas menções a personagens com nomes parecidos com o de Ragnar em eventos entre 845 e 865. Um nórdico conhecido apenas como Ragenarius ganhou terras na região da Frísia, atual Holanda, como presente de Carlos, o Calvo rei dos francos em 841, depois eles acabaram se tornando inimigos. Em 845, um viking que os francos denominam de Reginheiri liderou o famoso cerco a Paris (fato que aconteceu entre a terceira e a quarta temporada da série)


 
 Reginheri foi vítima de disenteria logo após o ataque a Paris. O do Ragnar das lendas também já possui um fim mais teatral. Anos depois de saquear Paris, Ragnar escolhe voltar ao reino da Nortúmbria para se vingar do rei Aella, porém seus barcos acabaram afundando perto da praia e ele foi capturado. O rei jogou o guerreiro em um tanque de cobras venenosas. Ragnar então teria declamado poemas vikings enquanto se defendia e profetizou que seus filhos vingariam sua morte.



 

 Existe a possibilidade de Ragenarius e Reginheri serem a mesma pessoa, o que transformaria o saque em uma vingança contra o rei Carlos, porém os historiadores divergem quanto a isso.



 Björn Ironside fez saques no Mar Mediterrâneo entre 859 e 862. Um dos relatos revela que Björn chegou à cidade italiana de pisa e, depois de saqueá-la, seguiram até a cidade de Luna. Para entrar na cidade, ele ordenou os emissários criarem a história de que os vikings ali eram exilados em busca de comida e de um enterro cristão para seu chefe morto.



 As pessoas acabaram permitindo a passagem do caixão e o Hastein, capitão de Björn, saltou e saqueou a cidade com seu bando. Ele ainda se aventou em outros saques pela Inglaterra e França saindo sempre ileso — por isso o apelido de "Flanco de Ferro". Provavelmente pegaram diferentes reis Escandinavos que existiram em outras épocas e lugares criando uma história na qual todos eram filhos de um mesmo e heroico pai.



 Ivar, the Boneless, foi o mais famoso dos reis "filhos de Ragnar" e a origem do apelido "sem ossos" é incerta, porém o mais aceito é que faça alusão a má formação física (na série mostra que é de nascença). Ele era conhecido por ter braços tão fortes que suas flechas seriam mais poderosas que as dos companheiros. Ivar comandou um exército que invadiu a Grã-Bretanha em 865 e se estabeleceu no norte da Inglaterra. Posteriormente dominou Dublin, assumindo o posto de rei.


 Rollo é uma latinização do nome original Hrólf e, apesar de ser apresentado na série como irmão de Ragnar, isso não tem na mitologia nórdica. Ele invadiu a França e chegou a Paris em 911. Quando os franceses contra-atacaram, o viking tinha matado todos os animais que encontrou e construiu uma barreira com os corpos amontoados. Nesse momento o rei francês propôs que os invasores poderiam ficar na região, mas defenderiam o local de outros ataques. Rollo então foi convertido ao cristianismo sendo rebatizado com esse nome e assumiu a região conhecida como Normandia. Ele se casou com a filha do rei Charles 3° e seu tataraneto William, o Conquistados, foi o primeiro rei normando da Inglaterra. Assim, Rollo seria a origem indireta de toda a monarquia da Europa, inclusive da atual família real britânica.




Fonte: Super Interessante.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.