Postagens
recent

Historiador mostra que assassinos da SS tinham doutorado

Resultado de imagem para SS hitler

 Historiador francês Christian diz que os intelectuais dentro do movimento nazistas tiveram papel crucial na elite da ordem nazista liderada por Heinrich Himmler.

Resultado de imagem para oficial SS

 Qual a imagem que você tem de um membro da SS? Ignorante? Sem conhecimento? Que despreza livros? O historiador Christian Ingrão, especialista em nazismo, nos mostra que não. Em seu livro, Crer e destruir: Os intelectuais na máquina de guerra da SS nazista, ele retrata como muitos nazistas eram pessoas intelectuais e finas. Essa visão nos causa certa agonia, pois nosso esteriótipo sobre nazistas são pessoas "burras" e ignorantes. O autor nos da um belo exemplo, que é o caso do jurista e oficial do SD Bruno Muller, que estava a frente em uma seção do Einsatzgruppe D, uma das unidades móveis de assassinato do leste, encarregadas de exterminar judeus na cidade de Tighina, na Ucrânia.

 Se baseando na rica documentação, que se originou dos depoimentos e relatórios dos  nazistas durante os julgamentos de Nuremberg,o historiador  foi capaz de identificar o sentimento revanchista dos jovens futuros líderes da SS no período imediatamente pós-Primeira Guerra Mundial (1914-1918), seu engajamento no movimento etnonacionalista nos anos que passaram na universidade, a formação e o doutoramento em áreas associadas a identidade e a história alemã e a posterior aplicação do radicalismo étnico levado a cabo na invasão da Europa Oriental.

 Ingrão fala que, os intelectuais da SS não eram meros oportunistas, mas na verdade indivíduos ideologicamente comprometidos com o movimento. “A SS era um assunto de militantes. Pessoas muito convictas do que diziam e faziam, e muito preparadas”. O que é ainda mais preocupante. “É claro. É preciso aceitar a ideia de que o nazismo era atraente e que atraiu como moscas as elites intelectuais do país”.

Resultado de imagem para SS
(simbo da SS)


 É um livro que possui uma ótima leitura e é recomendável para aqueles que  já estão habituados a ler sobre nazismo. O autor menciona diversos fatos históricos (1918-1945), várias instituições alemãs como a: Sipo, Kripo, Gestapo, SS, SA, RSHA e  grandes personagens importantes da época como Himmler e Heydrich (grandes nomes da SS) partindo do pressuposto que o leitor já os conhece, sem nenhum tipo de introdução ou explicação.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.